Valor do material escolar pode variar mais de 150% em Curitiba

De Patricia Zeni | 20 de janeiro de 2020 | 15:22
(Foto: Pixabay)
(Foto: Pixabay)

Uma pesquisa do Disque Economia mostra que os pais devem ficar atentos na hora de comprar os materiais escolares em Curitiba. De acordo com o levantamento, o preço dos produtos pode variar mais de 150% de um estabelecimento para o outro.

Um exemplo, de acordo com Disque Economia, é o estojo tipo penal. A pesquisa mostra que o acessório pode oscilar de R$ 3,69 a R$ 9,25, com diferença de 150,68%. O tubo de cola escolar, de 90 mg, é outro exemplo claro dessa variação de preço. Seu o valor pode ir de R$ 3,70 a R$ 8,99, o que representa uma variação no valor de 143%. No entanto, a maior variação, de acordo com a pesquisa, é a do caderno de brochura de caligrafia pequeno, que passa de 157%, tendo o preço mais barato R$ 3,99 e chega a R$ 10,25.

Ao todo a pesquisa do Disque Economia, cujo serviço é vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), apurou os preços de 21 produtos básicos presentes nas listas escolares, em 25 estabelecimentos comerciais, de 17 bairros da cidade. Foram pesquisados os preços em 3 semanas seguidas nos mesmos estabelecimentos comerciais.

Se o consumidor olhar o levantamento do Disque Economia e comprar apenas os itens mais baratos por estabelecimento comercial, irá pagar R$ 91,10 pelos 21 itens. Caso a compra for pelos preços mais altos, o valor final será de R$ 171,29. Já a compra pelos valores médios será de R$ 129,77.

“Por isto é preciso pesquisar antes de fazer as compras. Quem puder aproveitar o período de férias, antes do início do ano escolar, poderá fazer uma boa economia”, aconselha o secretário municipal de Segurança alimentar, Luiz Gusi.

Quem quiser a ter acesso a pesquisa pode buscar no site do Disque Economia, no item material escolar, onde é possível marcar os itens que se vai pesquisar e ver o estabelecimento mais próximo de casa. Caso haja alguma dúvida é possível entrar em contato com o Disque Economia pelo telefone: 3350-3869 ou pelo e-mail [email protected]

Colaboração SMCS – Curitiba