Vasco segura empate com Caracas na Venezuela e avança na Sul-Americana

De Redação Estadão | 4 de novembro de 2020 | 23:53

O Vasco está classificado para as oitavas de final da Copa Sul-Americana após segurar o empate sem gols diante do Caracas, na noite desta quarta-feira, no estádio Olímpico. O time carioca avançou, pois havia vencido em São Januário, por 1 a 0.

A equipe de Ricardo Sá Pinto já sabe quem irá encontrar na próxima fase. O desafio do Vasco é contra o Defensa y Justicia, que eliminou o Sportivo Luqueño, com uma vitória no Paraguai por 2 a 1 e um empate, na Argentina, por 1 a 1.

Apesar de entrar em campo com vantagem por ter vencido em São Januário, o Vasco não quis “sentar” no regulamento e partiu para cima do Caracas. O time carioca chegou a abrir o placar aos 11 minutos, mas a arbitragem assinalou impedimento de Tiago Reis, após cruzamento de Carlinhos.

Com grandes dificuldades técnicas, o Caracas ficou preso na marcação do Vasco e pouco conseguiu fazer para ameaçar o gol defendido por Fernando Miguel. Aos poucos, o clube carioca foi subindo a marcação e empurrando o adversário. Em nova chance, Benítez, sem ângulo, arriscou e Velásquez quase engoliu um “frango”.

E ainda deu tempo de Carlinhos exigir grande defesa do goleiro Velásquez. Enquanto isso, o Caracas buscou chegar com perigo em jogadas de bola parada, mas pecou muito nas finalizações. O time venezuelano fez um primeiro tempo muito abaixo do mostrado no Rio.

O Caracas acordou no segundo tempo e fez um blitz na área do Vasco. Blanco recebeu dentro da área e ajeitou para Hernández, que testou firme. Ricardo Graça salvou. No lance seguinte, foi a vez de Blanco ameaçar. Ele cabeceou para um milagre de Fernando Miguel.

O time venezuelano vinha em seu melhor momento na partida, quando Villanueva deu um carrinho em Carlinhos e acabou expulso. Com um a mais, o Vasco se acomodou, chegou a ameaçar com Pikachu, mas viu o Caracas pressionar no fim. No entanto, se segurou para confirmar a classificação.

FICHA TÉCNICA
CARACAS 0 X 0 VASCO

CARACAS – Velásquez; Ferreira, Villanueva, Osio e Rivero; Castillo (Echeverría), Leonardo Flores (Junior Moreno) e Contreras (Maldonado); Robert Hernández, Blanco (Guarirapa) e Celis (Febres). Técnico: Noel Sanvicente.

VASCO – Fernando Miguel; Yago Pikachu, Miranda, Ricardo, Leandro Castan e Neto Borges; Andrey (Marcos Júnior), Léo Gil, Carlinhos (Vinícius) e Benítez (Talles Magno); Tiago Reis (Ribamar). Técnico: Ricardo Sá Pinto.

ÁRBITRO – Jhon Ospina (Colômbia).

CARTÕES AMARELOS – Rivero (Caracas); Andrey, Benítez, Luciano Castán e Ricardo (Vasco).

CARTÃO VERMELHO – Villanueva (Caracas).

LOCAL – Estádio Olímpico, em Caracas (Venezuela).

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário