WEG reafirma que impacto futuro do coronavírus ainda é incerto

De Redação Estadão | 19 de março de 2020 | 11:50

A WEG informou que, em decorrência dos avanços da pandemia do coronavírus (covid-19), embora tenha adotado medidas para preservar a integridade de seus colaboradores e minimizar eventuais impactos em suas operações, ainda não pode garantir que não será impactada no futuro. Isso porque “está exposta a riscos operacionais decorrentes da saúde de seus colaboradores ou de terceiros, bem como está sujeita a eventuais restrições legais e de força maior que venham a ser impostas em virtude da pandemia”.

Entre as medidas já anunciadas, a companhia suspendeu viagens nacionais e internacionais; cumprido os critérios de quarentena estabelecidos pelo Ministério da Saúde; workshops e treinamentos internos com grande concentração de pessoas foram adiados, reuniões foram substituídas por teleconferências e o acesso de visitantes as instalações da companhia tem sido limitado.

Aliado a isso, a WEG já adotou sistema home office para parte dos colaboradores nas unidades operacionais no Brasil e escritórios nacionais e internacionais e que, até o momento, não houve nenhum caso de covid-19 entre seus colaboradores e que suas unidades continuam operando, tanto no Brasil como no exterior.

Fabiana Holtz
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.