Wolverhampton bate Aston Villa, assume o 5º lugar do Inglês e encosta no Chelsea

De Redação Estadão | 27 de junho de 2020 | 11:52

No único do duelo deste sábado pelo Campeonato Inglês, que abriu a 32.ª rodada do torneio, o Wolverhampton derrotou o vice-lanterna Aston Villa por 1 a 0, fora de casa, assumiu o quinto lugar temporariamente e ganhou fôlego na briga por uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões.

Grande sensação do torneio, o Wolverhampton vive excelente fase. O time do técnico português Nuno Espírito Santos engatou o terceiro triunfo seguido, chegou a oito jogo sem perder no torneio e agora soma 52 pontos, apenas dois a menos que o Chelsea, último time dentro da zona de classificação para a Liga dos Campeões. A equipe terá de torcer por um tropeço do Manchester United na rodada para se manter na quinta colocação.

Já o Aston Villa, que poderia deixar a zona de rebaixamento em caso de vitória, amarga oito jogos sem vencer e continua estacionado na penúltima colocação, com 27 pontos.

Com a necessidade de vencer para deixar o grupo do descenso, o Aston Villa tentou comandar as ações no primeiro tempo, mas levou pouco perigo à meta do adversário. A chance mais clara de gol foi dos visitantes, que quase marcaram com o meia português Diogo Jota.

Na etapa final, Nuno Espírito Santos promoveu a entrada do atacante Adama Traoré, um dos destaques da equipe nesta temporada. E o espanhol naturalizado malinês foi fundamental para o triunfo. Ele começou a jogada do gol ao encontrar Rubén Neves. O português lançou Jonny Castro, que rolou para o belga Dendoncker acertar chute de esquerda cruzado da entrada da área e abrir o placar aos 17 minutos.

No final, os anfitriões tentaram fazer pressão pelo empate. Com pouca criatividade e objetividade, a tentativa foi inócua, de modo que a estratégia se limitou a jogar bolas na área do adversário. Assim, o Wolverhampton conseguiu sustentar a vantagem e emplacar o terceiro triunfo consecutivo na competição.

Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Deixe um comentário