Ex-presidente Lula é solto

De Carolina Belo | 8 de novembro de 2019 | 17:43

O ex-presidente Lula deixou a sede da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, no final da tarde desta sexta-feira (8). Ele foi solto horas depois da expedição do alvará de soltura pelo juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba.

Lula estava detido desde 7 de abril de 2018, após ser condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na ação envolvendo o caso do tríplex em Guarujá. O julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) de quinta-feira (7), que derrubou a prisão em condenações de segunda instância, possibilitou a soltura do ex-presidente.

Com a decisão, Lula não pode ser impedido de viajar pelo país e nem de participar de atos políticos. No entanto, o ex-presidente não pode concorrer a cargos públicos devido à Lei de Ficha Limpa.

A princípio, Lula também não precisa cumprir medidas como se recolher em casa à noite, usar tornozeleira eletrônica ou entregar seu passaporte à polícia.

Os petistas acreditam que a primeira aparição pública de Lula será na vigília que foi montada em um terreno na frente da superintendência da PF em Curitiba. O grande palco político para Lula, no entanto, deve ser o Congresso Nacional do PT, entre 22 e 24 de novembro, em São Paulo.

(Foto: Lucian Pichetti/ Rede Massa)

Colaboração Estadão Conteúdo